BLOG

Gestão de Água

Meio ambiente e sua empresa. Qual é a conexão?

Ganhos de imagem? Diferencial competitivo? Legislação? Ou apenas uma moda passageira?

É fato que o cuidado com o meio ambiente se tornou uma questão bastante relevante para os mais variados tipos de negócios. O executivo ou empresário que acredita que ‘esse é apenas um modismo que vai passar’ está na verdade se enganando e, mais do que isso, perdendo tempo – ou seja, competitividade – ao não entrar nessa ‘onda’.

Atualmente empresas que se dedicam a alinhar a estratégia do negócio a ganhos ambientais obtém mais do que pontos positivos de imagem perante seus stakeholders. Geram, muitas vezes – a curto e médio prazo – economias significativas à sua cadeia produtiva, bem como tendem a praticar com mais rigor a legislação ambiental vigente.

Nitidamente estimulada pela regulação ambiental internacional, a intensificação da legislação de meio ambiente no Brasil traz um arcabouço legal com desdobramentos em Políticas Públicas nos âmbitos federal, estadual e municipal. Acompanhar esse movimento é, nos dias de hoje, imprescindível para a sobrevivência de qualquer negócio.

Pensando nisso, separamos os aparatos legais mais abrangentes e difundidos no mercado, com a linha de raciocínio que você precisa para entender com mais profundidade esse universo ambiental. Afinal, respiramos essas questões diariamente e podemos lhe ajudar:

 PNMA – Política Nacional do Meio Ambiente (Lei 6.938/1981): visa deixar compatível o desenvolvimento socioeconômico com a preservação da qualidade do meio ambiente. É a principal política pública da área ambiental. É dela que desdobram todas as demais. Acesse o site www.mma.gov.br para conhecer. Vale aproveitar e navegar também, nessa mesma página, pelo Sinima – Sistema Nacional de Informações sobre Meio Ambiente – que traz indicadores e estatísticas ambientais.

• PNRS – Plano Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/2010): é um desdobramento do PNMA. Possui abordagem sistêmica, ou seja, em cadeia, para a gestão de resíduos sólidos. Envolve todo o ciclo de vida dos produtos, com foco principal em logística reversa. O site www.sinir.gov.br é do Sistema Nacional de Informações sobre a Gestão dos Resíduos Sólidos e vale a pena conhecer, já que traz informações das esferas estaduais e municipais também.

Para clarear ainda mais o assunto, veja a seguir o organograma do Sistema Nacional de Meio Ambiente:

 

 

Vale a pena você procurar conhecer também:

  • A Lei de Crimes Ambientais – n°9.605/1998

  • Lei de Educação Ambiental – n°9.795/1999

  • Lei de Licenciamento Ambiental – n°6.938/1981

  • E o Conama 01/1986

Os riscos e penalidades para o seu negócio ao não se adequar à legislação vigente são tantos, que decidimos destacar apenas três. O pecuniário, ou seja, financeiro, como aplicação de multas variadas. O embargo da empresa, que fica sem funcionar durante um período determinado. E o risco de imagem, que denigre o valor da marca e afasta, por exemplo, investidores.

Portanto, lembre-se: contar com um parceiro ambiental no desenvolvimento de sua cadeia produtiva pode ser um diferencial competitivo expressivo para o seu negócio. Seja para reforçar a imagem da sua empresa, seja para conseguir ganhos significativos com economias (água de reuso, por exemplo), ou minimamente para o cumprimento da legislação ambiental e, assim, não sofrer penalidades.

A Allonda pode lhe ajudar nesse processo. Possuímos as certificações ISO 9001, ISO 14001 e OHSAS 18001. Temos mais de 15 anos de atuação em todo Brasil e somos em 250 funcionários. Provemos Soluções Ambientais completas para o setor público e privado com foco em gerenciamento de resíduos e efluentes, bem como em remediação de áreas contaminadas e engenharia costeira. Além disso, no Brasil somos o distribuidor exclusivo da linha de geossintéticos Geotube® da multinacional Tencate™.

Allonda Ambiental: orgulho em cuidar do meio ambiente.

Artigos Relacionados

Acompanhe notícias e tendências do mercado ambiental

Veja mais

Assine nossa newsletter para receber novidades da Allonda!