BLOG

Gestão de Água

Sanepar importa tecnologia para preservar meio ambiente de Guaratuba

Para assegurar a preservação do meio ambiente de Guaratuba, a Sanepar importou dos Estados Unidosum produto de ao custo de cerca de R$ 500 mil, a empresa instalou três sacos de geotecido para fazer a contenção e desidratação do Iodo, que estava armazenado na lagoa de tratamento primário.

A empresa tinha o desafio de encontrar uma solução ambientalmente correta para o lodo, pois necessitava esgotar a lagoa desativada no início de 2005 porque a Sanepar necessitava daquele espaço para construir o complexo da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), recentemente inaugurada. Estima-seque na lagoa – que possuía 267m x 108mx 2,70m – estavam acumulados metros cúbicos de lodo, que é formado por água e parte sólida.

A Sanepar foi a primeira empresa na América Latina a usar esta tecnologia. Entre as alternativas para retirar do local e dar a destinação ambientalmente correta ao lodo, a Sanepar optou por usar sacos de geotecido, pela alta resistência e pela capacidade de retenção. Além do tecido especial, a tecnologia estabelece a aplicação de um polímero que separa o material sólido da parte líquida. Por meio de pequenos poros é feita a drenagem da parte da líquida. Porém, os grãos do lodo biológico são retidos se tornando uma massa sólida. Cada saco tem 60 metros de comprimento, por 6,30 metros de diâmetro.

Quando o lodo foi bombeado para dentro dos sacos, 2% do total do volume era de sólidos e 98% de líquido. Atualmente o sólido representa 70% do volume retido. O processo de drenagem continua ocorrendo, naturalmente, porque os sacos – conhecidos por bags – podem permanecer no local por cerca de oito anos. A partir daí, os sacos serão abertos e o lodo enviado para aplicação na agricultura.

Para fazer a transferência do lodo da lagoa para os bags foram necessários cerca de 60 dias. Os sacos eram preenchidos e a drenagem do efluente (parte líquida) para reiniciar o bombeamento. O efluente, em função do grau de pureza obtido foi lançado no meio ambiente sem risco.

Em função dos resultados obtidos, a Sanepar pode vir a utilizar a mesma tecnologia em outros sistemas, onde necessite de remoção e desidratação do lodo gerado nas estações de tratamento.

Artigos Relacionados

Acompanhe notícias e tendências do mercado ambiental

Veja mais

Assine nossa newsletter para receber novidades da Allonda!