As dragagens podem ser operações um tanto complexas, pelos riscos que envolvem. Um projeto elaborado que não considere todos os fatores ambientais, os tipos de sedimentos e a profundidade do campo hídrico pode colocar em perigo todo o trabalho. Por isso é tão importante realizar uma análise qualificada para definir como cada etapa do projeto será realizada.

Primeira e indispensável etapa: realizar a batimetria do local. Ela ajuda no reconhecimento da área, fornecendo dados através sobre profundidade de lagos industriais, mares, lagos e rios utilizando eco-sondas, que transmitem o pulso de som da água. Através da ecolocalização, a batimetria possibilita o mapeamento do local através de curvas batimétricas que unem pontos com a mesma profundidade.

Definição do projeto: Após coletar informações sobre a profundidade do corpo hídrico e a área em que os trabalhos serão realizados, é hora de definir a quantidade de materiais que será utilizada e o tipo de draga adequada. A escolha desta também dependerá do tipo de sedimento a ser dragado. Além disso, a definição de um local seguro para tratamento e descarte dos sedimentos também deve estar no planejamento.

Execução do projeto: Na Allonda, além de participarem do desenvolvimento do projeto, profissionais com um corpo técnico formado por engenheiros civis, engenheiros químicos, engenheiros ambientais, oceanógrafos e geotécnicos também acompanham todo o processo, a fim de reduzir os riscos da operação e garantir a segurança do trabalho.

Durante o processo de dragagem, de acordo com as condições de cada local, pode ser definido o uso dos seguintes equipamentos:

  • Draga de sucção em arrasto: que une dragagem, transporte e descarga em um único equipamento.
  • Dragas de sucção e corte ou draga de sucção e recalque: que combina escavação e sucção. Nesse processo o solo é desalojado para que possa ser transportado pelo tubo de sucção.
  • Backhoe: um conjunto de equipamentos constituído por balsa com spuds e escavadeira conectada a uma plataforma giratória.
  • Grab Dredge: um guindaste com duas caçambas que podem ser acionadas hidraulicamente ou acoplado a uma balsa.

Finalização: A batimetria é utilizada durante todo o processo de dragagem e na finalização. Os dados coletados possibilitam que seja realizado um comparativo das informações do início e no final do processo.

A Allonda trabalha com o Plano de Monitoramento Ambiental, onde são mitigados os riscos e as ações preventivas nas operações de dragagem. Assim é possível assegurar a tranquilidade de todo o processo.

Conheça mais sobre o trabalho da Allonda em desassoreamento e dragagem.

Leia também o artigo: Quais são os tipos de dragagem?