BLOG

Como as empresas podem transformar sobras de processo produtivo em matéria-prima

Todo processo produtivo gera resíduos como sobras da produção que normalmente são descartados. Isso porque na maioria das vezes os resíduos ainda são vistos apenas como custo e acabam sendo desperdiçados ao serem direcionados para aterro, por exemplo.

A pesquisa “Prioridades Ambientais da Indústria e Infraestrutura“, realizada pela Allonda, mostra que a maioria (65%) dos respondentes considera a perda de insumos – como desperdício de matérias-primas, água e energia – como a principal perda econômica de seu processo produtivo. Em segundo lugar estão os gastos adicionais com o tratamento, armazenamento e disposição final dos resíduos. Portanto, ambos indicadores apontam que os resíduos ainda possuem alto impacto nos resultados financeiros das empresas.

Para completar os dados da pesquisa, um estudo recente da Accenture aponta que a transição para uma economia circular, a exemplo da transformação de sobras de processo produtivo em matéria-prima, pode gerar U$4,5 trilhões para a economia mundial até 2030.

Na Allonda, a reutilização de resíduos é um dos princípios de atuação. Fechar o ciclo da água ou quaisquer outros insumos utilizados no processo de produção são premissas em nossos projetos. Os resultados são inúmeros do ponto de vista ambiental, social e econômico. Como exemplo, podemos citar um resíduo com alto potencial de reaproveitamento, trata-se do lodo proveniente de estações de tratamento de esgoto.

Com rotas tecnológicas adequadas, é possível transformá-lo em energia, devido a seu alto poder calorífico. Este material também serve como base de fertilizante organomineral, por possuir nutrientes relevantes para cultivos dentre outras soluções. A viabilidade de cada solução depende das características do lodo, tecnologias disponíveis e contexto no entorno das Estações de Tratamento onde são gerados. Analisando essas variáveis, é possível desenvolver uma solução que gere valor compartilhado a todos os atores envolvidos no processo.

No caso da água, a reutilização pode começar por um trabalho de gestão, realizando o desenvolvimento de estudos e projetos para calcular e reduzir a quantidade utilizada no processo produtivo. O passo seguinte é o desenvolvimento de soluções que ajudem a reutilizá-la na produção, transformando-a novamente em matéria-prima e reduzindo custos com a chamada “água nova”.

Artigos Relacionados

Acompanhe notícias e tendências do mercado ambiental

Veja mais

Assine nossa newsletter para receber novidades da Allonda!



WhatsApp Fale com nosso Comercial agora via WhatsApp