BLOG

Dragagens devem ter como premissa o Plano de Monitoramento Ambiental

Dragagem é um procedimento de escavação de sedimentos e descarte em local apropriado realizado por meio equipamentos especializados. O material é escavado ou recolhido do fundo dos rios, lagos, portos, oceano e lagoas industriais através de diversos métodos e tecnologias. Em muitos casos, é usada para manter a profundidade de portos ou criar novos canais de navegação, pois existem grandes embarcações que requerem água em certa profundidade para acessar essas rotas.

Toda operação de dragagem precisa de um Plano de Monitoramento Ambiental. Trata-se de um processo de coleta de dados, estudo e acompanhamento contínuo das variáveis ambientais, com o objetivo de identificar e avaliar as condições dos recursos naturais, possibilitando a verificação de eventuais impactos e alterações do meio ambiente.

Os riscos das operações de dragagem são mitigados exatamente através da execução do Plano de Monitoramento Ambiental. Nele está explicito onde podem ocorrer impactos e quais áreas podem ser afetadas para que, assim, sejam tomadas as devidas medidas preventivas. Portanto, a elaboração deste plano é de fundamental importância para o acompanhamento dos projetos, tanto para as empresas envolvidas, como para comunidades do entorno, para o Poder Público, e também para a realização de auditoria. Uma empresa que não possui um Plano de Monitoramento Ambiental ou não registra adequadamente os resultados do monitoramento, não está apta para passar por uma auditoria ambiental e ter um feedback positivo.

Impactos ambientais

Sabemos que a remoção de sedimentos precisa ser muito bem projetada já que pode gerar impacto nas espécies e habitats marinhos, causando mudanças físicas ou químicas no ambiente ou perto do local de dragagem. Solimar Gerlach Bruni, gerente do Sistema de Gestão Integrado da Allonda, explica que o revolvimento do fundo do corpo hídrico acontece no processo de dragagem e hoje a empresa usa as melhores soluções tecnicamente disponíveis, como a draga de sucção e recalque (superior a outros métodos de dragagem mais impactantes) para que a turbidez seja a menor possível e, assim, reduza drasticamente os riscos das operações.

“Todo projeto precede a sua execução, a elaboração de um plano de monitoramento e resposta ambiental para detectar se as atividades estão ou não causando impactos e qual o nível, com amostragem da água e análises frequentes, com relatórios mensais para o cliente e órgãos fiscalizadores, conforme licença”, afirma Bruni.

Dragagem com Allonda

Quando se trata de soluções ambientais, a Allonda oferece as melhores alternativas, tecnologias e um time de especialistas capacitados. Nossos projetos de dragagem passam por uma análise crítica para verificar a causa do problema e sua melhor solução. Tal processo é realizado por um corpo técnico formado por engenheiros civis, engenheiros químicos, engenheiros ambientais, oceanógrafos e geotécnicos. Estes profissionais definem a solução ideal, com as melhores alternativas e desenvolvimento do conceito de cada solução.

As dragas de sucção, por exemplo, são equipamentos flutuantes que removem os sedimentos através de bombas hidráulicas. Estes equipamentos têm como principal característica sua versatilidade, atuando sem prejuízo da qualidade operacional nos mais diversos projetos, desde ações emergenciais de pequeno porte – como em lagoas e tanques industriais – até em obras de infraestrutura portuária e costeira. Basicamente são utilizadas para desassoreamentos de lagos, lagoas, canais de navegação, hidrovias, reservatório de sedimentos e etc.

Antes de iniciar qualquer operação de dragagem, seguimos uma metodologia de coleta para medições físico químicas, amostragem qualidade da água, amostragem de sedimentos, e mostragem quali-quantitativa de fitoplâncton. Então, o monitoramento ambiental fica responsável pelo acompanhamento das atividades e apresentação de relatórios após o início das operações.

Cada passo da Allonda é dado para reduzir o risco em nossas operações: os procedimentos adotados para prevenção dos impactos ambientais seguem as exigências dos órgãos fiscalizadores e responsáveis pela autorização da dragagem. Investimos há anos no nosso Sistema de Gestão Integrado que possui alto nível de Saúde, Segurança e cuidado com o Meio Ambiente, com a prática da ISO14001, ISO9001 e OHSAS18001.

Artigos Relacionados

Acompanhe notícias e tendências do mercado ambiental

Veja mais

Assine nossa newsletter para receber novidades da Allonda!