BLOG

Gerenciamento de resíduos sólidos na área de mineração

O tratamento e destinação dos resíduos sólidos deve estar entre as principais preocupações da área de mineração. Sendo este um dos setores mais importantes para a movimentação da economia no país, a sustentabilidade do trabalho deve ser primordial e a gestão dos resíduos sólidos se torna algo estratégico.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos, instituída através da Lei nº 12.305, sob as orientações do artigo 14, determina quais as características básicas das empresas que são obrigadas a implementar o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos.  Se enquadram aquelas que geram qualquer tipo de resíduo relacionado às áreas de saneamento urbano, rejeitos domésticos, hospitalares, materiais químicos ou que apresentam alto grau de periculosidade. Assim como as indústrias de todo o porte e empresas ligadas às atividades mineradoras.

O documento certifica a capacidade da empresa de gerir corretamente todos os resíduos gerados em seus processos de trabalho, com o objetivo de minimizar a geração, evitando poluir o meio ambiente ou causar danos à saúde pública. Além disso, ao fazer o gerenciamento de maneira planejada, é possível incluir a reutilização, transformando-os em novas fontes de renda e matéria-prima para outras atividades.

Em geral a cadeia produtiva da mineração gera dois tipos de resíduos sólidos: os provenientes da extração (estéril) e os do tratamento ou beneficiamento (rejeito). Mas não apenas estes tipos de resíduos que são gerados em uma planta de mineração. Existem ainda os efluentes das estações de tratamento, pneus, baterias utilizadas em veículos e no maquinário, além de sucatas e resíduos de óleo em geral.

Todos estes materiais precisam de atenção especial na hora da destinação. Normalmente as operações estão em locais de acesso difícil e longe de estruturas comuns a áreas urbanas, tornando o processo de envio de resíduos para um aterro mais caro que o normal. Dessa forma, investir em reaproveitamento, reciclagem e reuso do que é considerado resíduo, se torna não apenas uma vantagem ambiental, mas também econômica.

A missão das empresas nesse momento têm sido desenvolver maneiras de reaproveitar os resíduos sólidos, com o desafio de transformá-los em ativos minerais. Setores como o da construção civil estão mostrando alto potencial de aproveitamento de materiais para a fabricação de cerâmicas, telhas e para a pavimentação de estradas.

Artigos Relacionados

Acompanhe notícias e tendências do mercado ambiental

Veja mais

Assine nossa newsletter para receber novidades da Allonda!


WhatsApp Fale com nosso Comercial agora via WhatsApp