ESG é um conceito que vem ganhando cada vez mais espaço, pois diz respeito às boas práticas empresariais que se preocupam com critérios ambientais, sociais e parâmetros de governança corporativa.

Se você acompanha os conteúdos do Grupo Allonda ou está antenado às pautas atuais, provavelmente já deve ter ouvido falar sobre ESG. Mas, você sabia que o conceito começou a ser usado por investidores para identificar quais negócios tinham um maior e melhor potencial de retorno a longo prazo?

Os princípios ESG têm raízes nas medidas chamadas de “Triple Bottom Line”, muito populares na década de 1990 e utilizadas por muitos engenheiros para avaliar oportunidades competitivas e as melhores opções de projeto. Os conceitos de Triple Bottom Line foram reforçados por pesquisas sobre a correlação entre o desempenho ESG de empresas bem-sucedidas e seus ganhos financeiros, que se mostraram positivos.

Desde então o ESG evoluiu e ganhou mais amplitude, sendo aplicado hoje por diversas empresas e indústrias, que compreendem que além do lucro, é fundamental desenvolver políticas e práticas voltadas para o meio ambiente, diversidade, igualdade social e governança corporativa.

Eixos Temáticos

Como podemos perceber, o tema ESG é bastante amplo, por isso hoje falaremos sobre a letra E da sigla e como a gestão da água está relacionada a ela. Mas, antes disso, é importante entendermos o que são os Eixos Temáticos.

Tanto o Social quanto o Governance possuem seus Eixos Temáticos. No caso do S, relacionados às atividades de uma empresa que afetam as pessoas em geral. No caso do G, às políticas, estruturas e procedimentos  de uma empresa ou país. Já o E de Environment tem relação com a maneira como a empresa interage com o meio ambiente.

Os Eixos Temáticos, especificamente no E, são os princípios de ordenamento de objetivos e ações ESG presentes em um Plano de Logística Sustentável, que possuem características e atributos em comum: preservar o meio ambiente. 

Dentre os principais Eixo Temáticos presentes no Environment, podemos citar a Absorção de CO², Gestão da Energia Elétrica, Manutenção de Áreas Verdes e Gestão de Recursos Hídricos, que nos aprofundaremos a seguir, tendo como foco a indústria. Continue lendo para entender!

ESG com foco na Gestão Hídrica

De acordo com o Instituto Água Sustentável, os princípios e práticas em ESG relacionadas à letra E, principalmente no que diz respeito à água, estão cada vez mais presentes e têm se tornado mandatórios nas indústrias, devido à utilização crescente deste recurso no mundo e à crise hídrica e climática. 

A redução do uso de água potável pode ser o fator ESG mais importante e urgente para o planeta atualmente, segundo a  ESG Legal Solutions

Nesse sentido, é preciso destacar que ações para gerir a água de maneira adequada, eficaz, consciente e responsável não são impossíveis de serem cumpridas, tanto que a maioria das empresas pode diminuir o consumo de água potável interna e externamente em mais de 10% com muito, pouco ou nenhum custo. Tudo depende do planejamento e das soluções adotadas para isso. 

Quanto aos benefícios, trouxemos alguns dados que falam por si só e reforçam que investimentos em água podem servir para diversificar a exposição nas carteiras dos setores mais tradicionais, o que definitivamente inclui a indústria.

A Expert Pass XP revela que desde 2016, enquanto o S&P 500 acumulou ganhos +110%, o índice Nasdaq OMX US Water, focado em empresas listadas nos Estados Unidos que criam soluções para o uso da água, teve alta de +153%, ou seja, 43p.p. acima do principal índice de ações americanas. 

Mudança de Paradigma

Por muito tempo, o setor industrial foi um dos principais responsáveis pela poluição da água e até hoje é considerado um dos grandes consumidores deste recurso. Mas, o cenário tem progressivamente mudado e, atualmente, algumas indústrias são grandes aliadas no combate à escassez da água e, em partes, na promoção do acesso de saneamento e água potável à sociedade. 

O crescente compromisso com o conceito ESG já é considerado premissa para as grandes empresas que buscam o desenvolvimento sustentável, tanto que muitas adotam soluções efetivas para a economia e preservação da água e do meio ambiente, como tratamento água para reuso e/ou reciclo, tratamento de efluentes, reaproveitamento e valoração dos resíduos gerados pelas suas operações.

Além disso, algumas indústrias também têm feito parcerias com o poder público para contribuir com a despoluição dos corpos hídricos. E, mais do que os cuidados paliativos, hoje a proteção e o respeito aos mananciais estão sendo priorizados por meio das iniciativas deste setor.

Outras indústrias têm avaliado sua pegada hídrica, que é um indicador do consumo de água que permite a adoção de ações e determinação de metas para melhorar o uso deste recurso. Ao monitorar a pegada hídrica é possível:

  •   Mensurar o uso de água.
  •   Mapear as oportunidades de reuso e ou reciclo e os riscos no consumo de água.
  •   Definir metas para a economia deste recurso.
  •   Implementar tecnologias que favoreçam a economia de água.
  •   Conhecer o nível de escassez de água.
  •   Analisar o risco da água na cadeia de fornecedores.
  •   Elaborar um inventário do consumo deste recurso.
  •   Fazer melhorias nas instalações com foco na economia de água.
  •   Conscientizar todos que fazem parte da cadeia produtiva da indústria sobre a importância da preservação da água.

Alinhados às práticas que colocam o ESG como foco

O conceito ESG está se tornando um modelo de negócio adotado por muitas empresas, e claro, o Grupo Allonda segue uma agenda ESG cada vez mais abrangente e transformadora, desenvolvendo soluções que contribuem com a redução dos impactos ambientais relacionados tanto às mudanças climáticas quanto à gestão hídrica.

Sabemos da grande importância que é o nosso compromisso com a sustentabilidade e entendemos também que há setores que enfrentam um grande desafio com a Gestão Hídrica, como é o caso da indústria. 

A boa notícia é que além de implementar metas sustentáveis em nossos processos internos, nos preocupamos igualmente com a agenda ESG dos nossos clientes!

Saiba mais sobre as soluções de Gestão Hídrica desenvolvidas pelo Grupo Allonda.