Soluções Baseadas na Natureza

Como as SBN podem render impactos positivos do ponto de vista socioeconômico, além do ambiental 

As Soluções Baseadas na Natureza (SBN) consistem na reprodução e/ou reconstrução de recursos naturais para reduzir impactos ambientais e socioeconômicos das atividades humanas no planeta. As SBN têm sido aproveitadas de maneira recorrente pela indústria e por outros segmentos do mercado para complementar soluções ambientais, garantindo mais eficiência e equilíbrio sustentável.

Além dos benefícios ambientais, mais fáceis de identificar quando nos debruçamos sobre o assunto, as Soluções Baseadas na Natureza oferecem também ganhos socioeconômicos para as empresas que investem nelas – e, consequentemente, para as comunidades que são beneficiadas. Os aspectos sociais e ambientais devem estar de mãos dadas quando o assunto é sustentabilidade e as SBN são uma das “pontes” que fazem esta ligação. Por exemplo, a restauração de ecossistemas previne e protege a região de eventos climáticos extremos, como chuvas devastadoras que causam inundações e perdas materiais principalmente para a população mais vulnerável.

Esta é uma das principais preocupações quando o assunto é aquecimento global nos grandes centros urbanos: dados do Urban Climate Change Research Network, que faz parte da Universidade de Columbia, nos EUA, afirmam que tempestades e o aumento do nível do mar podem afetar mais de 800 milhões de pessoas e custar até US$ 1 trilhão para as cidades até 2050. O crescimento e manutenção de áreas úmidas, ou wetlands, que fazem parte do rol de Soluções Baseadas na Natureza, também contribuem com o escoamento das águas da chuva e ajudam a evitar as inundações.

Outra questão que preocupa é o aumento das temperaturas, que, entre outros problemas, faz com que as pessoas abusem do ar-condicionado – o que ocasiona crescimento considerável no consumo de energia elétrica e libera gases poluentes no meio ambiente. A implantação de Soluções Baseadas na Natureza para recriação de áreas verdes ajuda a combater o aquecimento global e a proporcionar conforto térmico – além de “limpar” o ar poluído.

A soma destes ganhos resulta em mais resiliência tanto para centros urbanos quanto para áreas industriais e arborizadas. O termo, que por definição significa capacidade de adaptação ou recuperação, neste caso indica maior resistência às adversidades associadas ao clima e a outros impactos negativos das atividades humanas no planeta.

Reduzir impactos negativos por meio da preservação do meio ambiente, da redução da pegada de carbono, da inclusão social e da promoção dos direitos humanos são iniciativas que fazem parte dos pilares de ESG (Environmental, Social and Governance, que significa Ambiental, Social e Governança), conceito baseado em boas práticas que tem sido decisivo para determinar o potencial de investimentos de uma companhia.

Tanto o ESG quanto as Soluções Baseadas na Natureza ainda estão dando seus primeiros passos no Brasil, mas a Allonda, pioneira em soluções sustentáveis, já trabalha com ambos. Além de praticar os valores ambientais, sociais e de governança em suas operações, a empresa oferece um portfólio completo de SBN para seus clientes.

Clique aqui para saber mais sobre as Soluções Baseadas na Natureza da Allonda.