BLOG

Por que a agricultura deve continuar evoluindo de forma sustentável?

Crescimento populacional urbano acelerado e desgaste ambiental são preocupações para o futuro próximo que devem ser estrategicamente pensadas para evitar um colapso nos serviços e nas soluções ambientais essenciais para a existência humana.

Como o cenário populacional pode influenciar o futuro do meio ambiente

O relatório Perspectivas Mundiais de População 2019: Destaques, da Organização das Nações Unidas, estima que a população mundial deve crescer 2 bilhões nos próximos 30 anos, chegando aos 9,7 bilhões em 2050. A ONU também prevê que duas a cada três pessoas viverá em centros urbanos nesse período.

Atualmente, as cidades são responsáveis por 70% das emissões de gases do efeito estufa e consomem 75% da energia e dos recursos. Se com esses níveis de consumo já sofremos com a escassez, a migração para os centros urbanos nos próximos anos pode ser prejudicial se a sustentabilidade não entrar no centro das discussões e das decisões de negócios em diversos setores.

Agricultura sustentável pode contribuir para preservação de recursos naturais

Dentro deste contexto, o Objetivo do Desenvolvimento Sustentável 2 estabelece metas para “acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável”. O foco é dobrar a produtividade do setor agrícola e a renda de pequenos produtores, garantindo sistemas sustentáveis e práticas resilientes, que ajudam a manter ecossistemas e ainda sejam capazes de fornecer alimento para toda a população nos próximos anos.

Pensando em processos que permitam um trabalho que valorize a biodiversidade, a agricultura regenerativa pode ajudar a manter a produção e ao mesmo tempo contribuir com a recuperação do solo, ao apresentar processos que mantêm altas quantidades de matéria orgânica no solo. Isso também permite a presença de diferentes culturas e maior nutrição do solo.

Outra característica da agricultura regenerativa é a produção mínima de rejeitos e seu funcionamento em ciclos. É também através da gestão e valoração de resíduos, que podem ser utilizados em novos ciclos de produção ao invés de descartados, além da gestão da água, que a agricultura pode se tornar mais sustentável para as gerações que chegarão a um mundo mais conectado e populoso.

Tecnologia aliada ao trabalho no campo

Utilizar recursos para automatizar o trabalho no campo também será o diferencial de produções sustentáveis. Drones e plataformas que reúnem dados sobre fatores climáticos e ambientais podem contribuir para integrar informações e possibilitar um acompanhamento mais preciso das culturas, evitando desperdícios.

A preocupação com o meio ambiente e o aumento população impulsionam o avanço de práticas sustentáveis no campo, mostrando o caminho que produtores devem percorrer para ajudar a reduzir o desmatamento e colaborar com a qualidade de vida das pessoas.

Artigos Relacionados

Acompanhe notícias e tendências do mercado ambiental

Veja mais

Assine nossa newsletter para receber novidades da Allonda!


WhatsApp Fale com nosso Comercial agora via WhatsApp