BLOG

Qual é a relação entre impactos ambientais e o surgimento de doenças?

Em 2015, a Agência Fapesp divulgou o relatório Connecting Global Priorities: Biodiversity and Human Health, lançado pelo Secretariado da Convenção da Diversidade Biológica (CDB) da Organização das Nações Unidas, em parceria com a Organização Mundial da Saúde. O documento aborda a relação entre meio ambiente e a saúde humana, apontando que as ações humanas de destruição do meio ambiente estão causando o que chamaram de “declínio de serviços ecossistêmicos no mundo, como fornecimento de água, alimentos e ar limpo”.

A degradação dos ecossistemas está causando a perda de diversos tipos de vegetação. O documento aponta o desaparecimento, nos últimos anos, de mais de 90% da variedade genética de espécies de trigo, arroz e frutas. Além disso, a exploração desenfreada de áreas ambientais tem causado a dispersão de espécies e provocado surtos de doenças virais.

Pessoas que residem nos centros urbanos sofrem com a diminuição das áreas verdes e exposição a altas taxas de poluição do ar, que resultam na mudança da qualidade do ar e contribuem para o aparecimento de doenças respiratórias, cardiopatias, além de aumentar as chances de desenvolvimento do câncer.

Falta de saneamento básico compromete a saúde da população

Em 2019, o Instituto Trata Brasil informou que 48% da população brasileira não recebe serviços de coleta de esgoto e sofre com a deficiência de um sistema de saneamento básico, o que a coloca sob risco de contrair diversos tipos de doenças. A falta de saneamento é um problema grave que ainda prejudica a vida de diversas pessoas no país, inclusive crianças. Ainda de acordo com o Trata Brasil, crianças de 0 a 5 anos representam 50% dos casos de internação por diarreia grave no país. A doença é causada pela exposição a substâncias contaminadas presentes no esgoto.

Degradação ambiental e pandemias

À medida em que seres humanos destroem aceleradamente o meio ambiente, a aproximação com espécies animais que carregam patógenos coloca em risco a saúde das pessoas.  Muitos animais são hospedeiros de doenças bacterianas que não evoluem em seus organismos por conta de seu sistema imunológico, porém essas doenças afetam os seres humanos, que podem não ter desenvolvido defesas para combatê-las, acarretando epidemias e pandemias, como a da COVID-19, que, segundo especialistas, pode ter iniciado a partir da transmissão do vírus do organismo animal para o ser humano.

O meio ambiente ajuda a equilibrar a qualidade de vida no planeta não só dos animais, mas também dos humanos e devemos repensar o modo como exploramos os recursos naturais e como a indústria, em todos os seus segmentos, contribui para a degradação ambiental, fator que condiciona o surgimento de doenças.

Planejamento empresarial sustentável

As empresas podem e devem pensar em como deverão desempenhar seu trabalho a partir daqui, revendo processos produtivos e desenvolvendo um planejamento estratégico sustentável, que paute não só as atividades internas, mas também alinhe com parceiros e fornecedores propósitos que sejam benéficos para o meio ambiente, buscando reduzir e mitigar danos ambientais.

Ao invés de tentar dominar a natureza, poderíamos entender como ela funciona e adotar processos que estejam em equilíbrio com o meio ambiente. A Economia Circular, por exemplo, adota uma proposta parecida: reaproveitar tudo o que é gerado em novos processos, reduzindo e até eliminando o descarte.

Como isso pode evitar a transmissão de doenças? Com o reaproveitamento de materiais, a necessidade de uso da matéria-prima diminui, o que acarreta na diminuição da exploração dos recursos naturais geradores dessa matéria-prima.

A economia do mundo parou temporariamente como resultado do que estamos construindo para o futuro. Aproveitar esse momento para repensar a produção e criar estratégias mais eficazes e menos nocivas para o meio ambiente e, consequentemente, para os humanos é fundamental para evitar que situações como esta se repitam. É entender também que somos parte de ecossistemas e que temos por obrigação cuidar deles.

Artigos Relacionados

Acompanhe notícias e tendências do mercado ambiental

Veja mais

Assine nossa newsletter para receber novidades da Allonda!


WhatsApp Fale com nosso Comercial agora via WhatsApp