Tratamento de água para segurança hídrica de município

Problema

Necessidade do fornecimento de água tratada para a população de Itabira, Minas Gerais.

Solução

Projeto de engenharia, construção e operação de duas ETAs (Estação de Tratamento de Água) emergenciais com vazão total de 360 m³/h. 100 l/s de água tratada é fornecido para comunidade. Dessa forma a população tem menor insegurança de abastecimento de água potável, causando importante impacto social na região.

Valor agregado

  • Garantia de que a água que chega até a população itabirana seja de qualidade em relação aos parâmetros diários monitorados (pH, cloro e turbidez).
  • Monitoramento constante, com ajustes de dosagens de cloro e realizações de análises dos demais parâmetros. Qualquer mudança na operação é acompanhada e reportada para que possíveis problemas sejam identificados e resolvidos de forma rápida e efetiva.

Dimensões

  • Duas ETAs de tratamento simplificado, cada uma com dois tanques de mistura de 40.000 Litros (totalizando 80 mil para cada planta).
  • A própria agitação da água faz com que o hipoclorito de sódio se misture na água, então além dos tanques temos somente uma bomba dosadora de cloro.

Ano: 2021

Estado: Minas Gerais

Soluções: Água

Estudos de Casos Relacionados

Agronegócio

Construção de estação de tratamento de efluentes industriais

Agronegócio
Mineração

Tratamento de água de córrego impactado por rejeito com conceito de economia circular

Mineração
Mineração

Estação de tratamento de águas pluviais para reuso em terminal portuário

Mineração
Mineração

Tratamento de água para segurança hídrica de município

Mineração

Mercados Relacionados