Gestão sustentável de águas e efluentes

Terminal portuário tinha o desafio de tratar as águas pluviais, contaminadas pelo material carreado nos pátios, e os efluentes contendo nitrogênio amoniacal, que eram despejados no oceano.

Estação de Tratamento de Efluentes

Para o efluente com nitrogênio amoniacal, projetamos e implantamos uma Estação de Tratamento de Efluentes com capacidade para 11 m³/h e um sistema de captação em pontos indicados nos 6.445 m² de área. A planta compacta e automatizada faz o descarte no oceano do efluente tratado dentro dos parâmetros legais.

Estação de Tratamento de Água Pluvial

Uma bacia pulmão com capacidade de 26 mil m³ foi construída para receber as águas captadas pelo sistema de drenagem do terminal. No total a ETAP ocupa 110 hectares e tem capacidade para 4 mil m³/h de tratamento. O sistema foi desenhado para permitir o reuso de água por parte do cliente e está em constante funcionamento, com a água tratada sendo despejada na bacia pulmão e retornando ao processo de tratamento.


Ano: 2020

Estado: Espírito Santo

Solução: Gestão de Água e Efluentes

Estudos de Casos Relacionados

Mineração

Remediação de acidente ambiental

Mineração
Outros

Construção de ETA

Outros
Outros

Dragagem e redução de odor de ETDI com impacto na qualidade de vida do entorno

Outros
Outros

Remediação de impacto ambiental causado por alagamento

Outros

Mercados Relacionados