Recomposição de talude preventiva com técnica de georreferenciamento para evitar queda e desabamento no leito do canal

Problema

Erosão do Talude no km 1,2 do canal de derivação da UHB em Belo Monte que pode ocasionar queda e desabamentos no leito do canal.

Solução

Recomposição de talude a partir do lançamento de material por embarcação Split. Para garantir a eficiência, foi adotado o sistema RTK de georreferenciamento, aliado ao software Dredge Track para auxílio da operação. O controle é feito por batimetria. A adoção da tecnologia permitiu menor uso de insumos e agilidade na operação.

Valor agregado

  • Solução de engenharia (projeto);
  • Precisão na operação;
  • Mais segurança com a utilização do batelão Split;
  • Verificação e controle diário por batimetria.

Dimensões

  • Recomposição das erosões no volume aproximado de 12.000m³;
  • 263 quadrantes de lançamento;
  • Batelão com 3m x 16m da cisterna com sobreposição de 1m;
  • Lançamento de pedras de máximo 600mm.

Ano: 2019

Estado: Pará

Soluções: Resíduos

Estudos de Casos Relacionados

Portos e Hidrovias

Fase 3: Liberação do canal através de dragagem

Portos e Hidrovias
Outros

Solução para estagnação das correntes das marés, com recuperação de ecossistemas e redução de riscos à saúde da população

Outros
Portos e Hidrovias

Fase 1: Aumento da profundidade de calado para grandes embarcações e tratamento dos sedimentos removidos com base no conceito de economia circular

Portos e Hidrovias
Portos e Hidrovias

Fase 2: Retirada de embarcação naufragada e tratamento de material contaminado para redução de impacto ambiental

Portos e Hidrovias

Mercados Relacionados